Alunos desenvolvem pensamento crítico e analítico

No Miraflores as crianças aprendem desde cedo a importância do diálogo para a formação do pensamento crítico. O filósofo e autor Silvio Wonsovicz e o educador Geverson Luz Godoy ficaram impressionados com o poder de argumentação e questionamento dos alunos ao participarem de um chá filosófico na escola no início do ano. Eles visitaram as salas de aula da Educação Infantil e depois se reuniram com os alunos do Ensino Fundamental, promovendo um bate-papo reflexivo.

“Esses alunos são realmente privilegiados por receberem estímulos para o pensamento investigativo, expositivo, crítico e analítico. As crianças são reflexivas por natureza. O sistema educativo inibe isso até o Ensino Médio. A criança que é educada para pensar, depois atua em qualquer lugar e situação”, garante Sílvio Wonsovicz.

E o desejo de impulsionar a educação para o pensar não se restringe às salas de aula. A equipe pedagógica do Miraflores está sempre se atualizando e trocando experiências com especialistas de outras áreas do conhecimento. A convite do professor Silvio, organizador do “Conedu-Pensar” (Congresso Nacional de Educação para o Pensar), realizado no período de 17 a 20 de julho, as educadoras Jane Lima, Márcia Figueiredo e Sônia Teixeira fizeram uma palestra com o tema “A escola como espaço de reflexões dos valores éticos”, abordando os desafios da convivência, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e a importância da formação continuada do professor.

“Participar do Conedu-Pensar foi uma experiência muito enriquecedora, pois pudemos vivenciar um espaço de troca de práticas pedagógicas, como também ver nossos alunos dialogando de forma segura com outros alunos, expondo suas ideias de maneira firme e coerente. Uma grande emoção”, conta a psicóloga da unidade Barra, Márcia Figueiredo.